sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Crimson Peak: A Colina Vermelha

CRIMSON PEAK
de Guillermo Del Toro
com: Mia Wasikowska, Tom Hiddleston, Jessica Chastain,
Charlie Hunnam e Jim Beaver
Guillermo del Toro está de regresso ao mundo da fantasia e dos fantasmas com Crimson Peak: A Colina Vermelha, uma produção repleta de grandes cenários gótico-românticos do século XIX onde decorre uma sinistra história de amor e mentiras. A antestreia teve lugar no Cinema São Jorge na passada quarta-feira, onde várias celebridades e membros da imprensa se juntaram para assistirem a um desfile dos criadores Storytailors alusivo ao tema do filme.

O desfile contou, para além de uns poucos convidados que seguiram o dress code proposto, com alguns figurantes, pintados de vermelho e de preto, segurando velas e ostentando um vestuário magnífico. Por momentos, o São Jorge  tornou-se num fantástico palco de figuras tão belas quanto misteriosas, estando por isso o grupo Storytailors de parabéns por ter criado o ambiente indicado para a visualização de Crimson Peak.

Mas vamos ao que realmente interessa: o filme. A história gira em torno de um trio de personagens: Edith Cushing, filha de um rico homem de negócios, aspirante escritora e assombrada desde criança pelo fantasma da sua mãe; Thomas Sharpe, um aristocrata britânico à procura de investidores para extrair argila com uma nova invenção; e Lucille Sharpe, irmã de Thomas. Quando o pai de Edith morre acidentalmente, a jovem casa com Thomas e muda-se para Inglaterra com os dois irmãos para começar uma nova vida. Só que aquilo que pareceria um novo começo rapidamente se torna num pesadelo, à medida que ela vai descobrindo as verdadeiras intenções do marido e da cunhada.

Para lerem a crítica e verem algumas das fotos da antestreia, só têm que ir ao Espalha-Factos

1 comentário:

  1. Eu por acaso amei o filme :)

    Crimson Peak: A Colina Vermelha: 5*

    "Crimson Peak: A Colina Vermelha" é um dos melhores filmes de suspense estreados em 2015 e é um dos melhores que já vi dentro do género, "Crimson Peak" tem ainda várias metáforas presentes nele.

    Cumprimentos, Frederico Daniel

    ResponderEliminar