quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

O Meu Nome é Alice

STILL ALICE
de Richard Glatzer e Wash Westmoreland
com: Julianne Moore, Alec Baldwin, Kristen Stewart,
Kate Bosworth e Hunter Parrish
É com uma história comovente mas arrepiante e uma excelente performance da sempre fantástica Julianne Moore que O Meu Nome é Alice estreia hoje em Portugal.

A personagem que dá título ao filme é uma famosa professora de linguísticas que desenvolve, numa idade ainda precoce, a doença de Alzheimer. Alice terá então que aprender a viver com a doença, arranjando maneiras de lidar com a família e de refazer o seu dia-a-dia com o seu problema.

Mais do que um simples retrato da doença, O Meu Nome é Alice coloca o espectador na pele da protagonista, fazendo-nos viver de perto e sobre o seu ponto de vista todos os obstáculos que o Alzheimer lhe coloca à frente. Poderíamos dizer que tal acontece devido à sensacional interpretação de Julianne Moore, naquela que é uma das suas melhores performances (já cheira a Oscar…), mas há muitos outros fatores que fazem deste filme uma obra bastante interessante e cativante.

A que salta mais a vista é a forma como nos é apresentada a doença. Não limitando a protagonista a uma mulher que simplesmente se vai esquecendo dos nomes das pessoas, a dupla de realizadores e argumentistas do filme Richard Glatzer e Wash Westmoreland criam, a partir do best-seller homónimo de Lisa Genova, uma personagem muito bem construída num enredo cheio de drama e momentos comoventes que mostram as dificuldades impostas a Alice pela doença e a forma como esta afeta toda a família.

Leiam a crítica completa no Espalha-Factos

Sem comentários:

Enviar um comentário