quinta-feira, 31 de julho de 2014

O Guardião das Causas Perdidas

KVINNEN I BURET
de Mikkel Nørgaard
com: Nikolaj Lie Kaas, Fares Fares e Sonja Richter
Chega hoje a Portugal vindo da Dinamarca um filme não muito original e que parece ter sido feito para a televisão. Mesmo assim, O Guardião das Causas Perdidas não deixa se ser um título curioso e que vai entreter os menos exigentes.

Baseado nos livros escritos pelo dinamarquês Jussi Adler-Olsen, O Guardião das Causas Perdidas aproveitou a boleia de vários projetos de enorme sucesso que têm surgindo nos últimos anos vindos do norte da Europa, como a trilogia Millennium ou a série televisiva The Killing, para se internacionalizar. Mas o filme de Mikkel Nørgaard, embora se tenha baseado obviamente no ar mais sombrio dos exemplos dados, não se conseguiu superiorizar, nem igualar os êxitos nórdicos devido a uma certa falta de ambição por parte dos seus criadores.

Não se pense, porém, que O Guardião das Causas Perdidas é desinteressante. Podemos salientar o facto do filme mostrar o que realmente se passou com Merete durante os cinco anos que esteve desaparecida e ainda o passado do seu psicopata, em vez de se focar apenas e só a investigação de Carl e Assad. Esta é uma das poucas decisões mais originais (ou, pelo menos, mais fora do habitual) dos criadores desta fita e é graças a esta ideia que temos direito às melhores cenas do filme, que nos deixam desconfortáveis e nos fazem compreender os sentimentos de cada personagem.

6/10

Sem comentários:

Enviar um comentário