quinta-feira, 29 de maio de 2014

Matraquilhos

METEGOL
de Juan José Campanella
com: David Masajnik, Fábian Gianola,
Miguel Ángel Rodríguez, Horacio Fontova, Pablo Rago,
Lucía Maciel e Diego Ramos
As salas portuguesas recebem hoje a mais recente animação para a miudagem, acabada de chegar da Argentina, país onde não se fazem muitos filmes deste tipo. E esta falta de experiência no ramo do entretenimento para os mais jovens é notória.

Matraquilhos, como o nome indica, centra-se no futebol. Mais precisamente no futebol em miniatura, onde Amadeo é um verdadeiro profissional. Mas as constantes vitórias do talentoso rapaz enfurecem Grosso, um jovem que decide vingar-se do seu rival destruindo a cidade onde ele vive. Amadeo vê-se obrigado a salvar os seus amigos e, para isso, vai precisar da ajuda dos seus jogadores de matraquilhos.

A ideia base do filme, como se pode perceber, não é lá muito original. Para dizer a verdade, Matraquilhos mais parece uma versão fraca de Toy Story, como se Woody, Buzz Lighter e os restantes tivessem sido mesmo reciclados no seu terceiro filme e se tivessem transformado em pequenos jogadores de futebol. A maioria das personagens desta película argentina não se afastam muito das da obra prima de animação da Pixar: há o carismático, o convencido. o apaziguador, ect. Sendo um filme de animação não há muita margem de manobra, há que admitir, mas a abordagem podia ser diferente.

5/10

Sem comentários:

Enviar um comentário