sábado, 24 de maio de 2014

História da Minha Morte

HISTÒRIA DE LA MEVA MORT
de Abel Serra
com: Vincenç Altaió, Lluís Serrat, Xavier Pau,
Clara Visa, Noelia Rodenas e Montse Triola
Vencedor do Leopardo de Ouro no Festival de Cinema de Locarno, História da Minha Morte de Abel Serra é a demonstração máxima de que algo de mal se anda a passar na cabeça dos jurados destes festivais. Um prazer para os olhos mas igualmente um teste à nossa paciência.

Em primeiro lugar, há uma enorme quantidade de planos fixados nas paisagens campestres. Alguns deles são maravilhosos, parecem quadros num museu e embelezam o filme graças à sua fantástica fotografia. Mas tornam-se cansativos a dada altura porque. Para além desta fixação em filmar o espaço do seu filme, Abel Serra faz ainda questão de nos bombardear com longas cenas de diálogos entre personagens.

Esta conjugação de fatores faz de História da Minha Morte algo incrivelmente denso. E é pena que tal tenha acontecido. Olhando bem para a intriga principal podemos observar que há, de facto, muito interesse por ali escondido. A crítica de Abel Serra é fantástica pois não só aponta o dedo aos costumes do século XVIII como toca também numa ferida atual, provando que ainda vivemos por vezes muito atrasados no tempo e que os nossos comportamentos são, frequentemente, bastante primitivos. E o guarda-roupa do filme é muito bonito e dá-nos a sensação de termos entrado numa máquina do tempo.

4/10

Sem comentários:

Enviar um comentário